Encontros amorosos

Maria Zelia de Alvarenga

Resumo: Encontros Amorosos é um texto que propõe a existência das estruturas anima e animus em todos os seres humanos (homens e mulheres), e que estes arquétipos, a par de coordenarem incontáveis coniunctios existenciais, promovem a melhor e a maior de todas as coniunctio, qual seja, o casamento interior ou subjetivo de si consigo mesmo, processo esse fundamental a consumação do processo de individuação. Descreve as diferentes características do amor relacional e as possíveis traições nesses encontros amorosos bem como as demandas decorrentes dessas traições: na dinâmica matriarcal a vingança, na patriarcal a justiça, na alteridade a reconhecimento da autoria do ato e responsabilidade pelas consequências do feito e, finalmente na dinâmica cósmica a condição de se saber responsável por todos os atos cometidos dos quais se toma consciência, implicando, como consequência, a demanda de compreensão amorosa de si mesmo e do outro. Descreve as dinâmicas matriarcal e patriarcal como realidades que não conferem humanidade, o que somente pode ocorrer nas dinâmicas de alteridade e cósmica quando existe a possibilidade de se alcançar a plenitude da humanização e a consumação do processo de individuação.

Antes mal acompanhado do que só

 

Paula Costa Franco Esteves

Resumo: Esse artigo tem o objetivo de articular algumas questões do desequilíbrio das relações afetivas eu-outro, promovendo reflexões e considerações sobre o medo da solidão e suas consequências nos relacionamentos amorosos e de casal. Analisa a necessidade e a idealização do outro, assim como as relações simbióticas e destrutivas. Busca considerar saídas para uma relação de mais alteridade.

Separação como um rito de passagem


Celia Brandão

Resumo: O artigo trata da separação de um objeto de apego como um rito de passagem. O importante é a qualidade do vínculo e sua preservação após a perda. Todo encontro traz consigo a possibilidade da separação. Vida e morte estão arquetipicamente entrelaçados. É necessário saber  estabelecer vínculos para aprender como elaborar uma separação. São várias as formas de luto vividas em um processo de separação e a par de todas elas, entendemos que o ser humano se individua na relação com o outro.

Rafael López-Pedraza

arquetipo, mito e imagen en psicoterapia


Margarita Méndez

Podemos decir que Rafael López-Pedraza fue un hombre que vivió su vida en consonancia con los arquetipos que lo habitaron. Murió en su casa en Caracas el 9 de Enero de 2011 de una falla cardíaca, una afección que no le impidió permanecer extraordinariamente activo los últimos años de su vida. Con su partida perdimos no sólo a un psicoterapeuta que hizo de su oficio un arte sino a un maestro y amigo.

Religiões – verdades em conflito? contribuições do olhar de Jung

 

Mário Batista Catelli

Resumo: São levantados alguns aspectos dos conflitos no interior de cada religião e entre diferentes religiões, em busca de entendimento desses conflitos para além dos aspectos econômicos, sociais e políticos. Em seguida busca-se evidenciar como as descobertas de Jung oferecem a oportunidade de um novo
olhar para a experiência religiosa, capaz de superar as unilateralidades da superfície.

Jung, Wilhelm e o encontro de civilizações

 

Emmanoel Fenelon S. Câmara

Resumo: Este trabalho apresenta dados biográficos de Richard Wilhelm, destacando a importância de seu trabalho de tradução do I Ching e seu papel na aproximação da cultura e forma de pensar do Oriente com o Ocidente. Relata sua colaboração com C. G. Jung e seu valor para o desenvolvimento de conceitos da Psicologia Analítica.